Friday, September 04, 2009

Pessoas são ANJOS

Olá. Boa noite... Eu sou a ELIANA lembra?!!! Que manhã maravilhosa!!! Meu DEUS! Como DEUS é tremendo. Ele simplesmente chama a existência coisas, pessoas e situações para nos abençoar. Isso é MA-RA-VI-LHO-SO!!! Melhorei bastante e até entendi bastante coisa...

Vamos reduzir essa prosa, rsrs...
Por último, trabalhei como cobradora de coletivo na viação CMTO -Companhia Municipal de Trnsportes de Osasco. Devido aos constannnnntes assaltos, tive uma recaída: A depressão veio acompanhada da síndrome do pânico. O médico me afastou do trabalho para que eu ficasse segura em casa. Já faz 8 anos e a minha saúde só tem piorado. Fui acometida por fibromialgia e, agora, como se não bastasse, esse distúrbio alimentar: a tal bulimia nervosa.
Não é nada bom estar doente e, pior ainda quando a doença não é visível. As pessoas não acreditam, pensam que estou "fingindo" ou como se costuma dizer: FAZENDO CORPO MOLE.
Ficam o tempo todo dizendo: Você tem que reagir! Levanta a cabeça! Pense nesta ou naquela pesoa... E assim por diante. Não tem entendimento e pensam que temos um botão ON/OF que, desligamos e tudo volta ao que chamam de normal!!!

ENTÃO.... eu "adotei" o meu pai como filho! Como o filho que eu gostaria de ter tido a oportunidade de educar. É claro que ele era superhiperultramega-educado, inteligentíssssssimo... sempre tinha uma palavra amiga, sempre tinha um "dizer"... Costumava contar histórias, falava meio que por parábolas, de uma maneira que não dava pra não entender.

Conversando com ANJOS, eu entendi que todo aquele carinho e cuidado que eu tinha com os meus filhos quando pequenos: isso de sempre trazer alguma coisinha, um agrado, uma roupinha, um brinquedo, etc... Eu passei a ter com o meu pai! Quando eu saía, me preocupava em voltar a tempo de fazer uma vitamina pra ele, levava morangos, ou abacate, ou qualquer outra fruta que ele gostasse. Passava sempre na "casa do norte" levava o bolo de puba que ele A-DO-RA-VA!!! Ou bolachão...

Ele me retornava esse carinho. Sempre me chamava pra tomar o café fresquinho que ele tinha acabado de passar por exemplo...

Ou seja, eu dava para o meu pai o carinho que não tive a oportunidade de dar aos meus filhos , e ele me retribuia com muito mais carinho ainda. Melhor dizendo, o meu pai era pra mim como uma tábua de salvação. De repente, essa tábua se parte e eu fico em alto mar, sem apoio, sem saber nadar, sem horizonte... Tem momentos em que eu me sinto submersa, sem nenhuma esperança, depois volto a tona... Olho pro céu, me lembro de DEUS e tenho certeza de que ELE me dará a SUA mão...

E ELE, DEUS... Colocou ANJOS em minha vida para me ajudarem a atravessar esse período tão difícil. Se antes os meus agrados eram para o meu pai, agora, eu tenho procurado ME AGRADAR.

EU GOSTARIA MUITO DE TER A OPORTUNIDADE DE VER NOVAMENTE ESTES ANJOS AO LONGO DA MINHA CAMINHADA MAS, SEI QUE FORAM PESSOAS QUE DEUS, O TODO PODEROSO, O CONHECEDOR DE TODOS OS NOSSOS PENSAMENTOS, DE TODAS AS NOSSAS NECESSIDADES MESMO ANTES QUE NÓS NOS MANIFESTARMOS. ELE, DEUS, TOMA PROVIDÊNCIAS E AGE EM NOSSO FAVOR. PORÉM, SE NÃO ACONTECER DE NOS VIRMOS NOVAMENTE, QUERO QUE SAIBA QUE ME AJUDOU MUITO! A ALEGRIA QUE SENTI AO SABER QUE DEUS ESTAVA SE FAZENDO PRESENTE AO MEU LADO ATRAVÉS DE VOCÊ É IMENSURÁVEL....

Aqui fica uma música linda que tenho ouvido sempre e me alegrado no SENHOR

Sobre As Águas
Compositor(es): Soraya Moraes
Se o sol se por
E a noite chegar
Tu és quem me guia
Se a tempestade me alcançar
Tu és meu abrigo
Se o mar me submergir
A tua mão
Me traz a tona pra respirar
E me faz andar
Sobre as águas
Tu és o Deus da minha salvação
És o meu dono minha paixão
Minha canção e o meu louvor
Aleluia, Aleluia 2x
Se o mar me submergir
A tua mão
Me traz a tona pra respirar
E me faz andar
Sobre as águas
Tu és o Deus da minha salvação
És o meu dono minha paixão
Minha canção e o meu louvor
És o meu louvor
AMÉM

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home