Sunday, May 23, 2010

AMOR VIRTUAL

Uma AMOR virtual

Meu amor virtual...
Vou tentar dizer de maneira clara, suscinta o que quero de você:
Quero primeiro, os teus dedos, rsrs, para que possas"teclar" comigo;
Quero o seu tempo para passarmos horas a fio nos falando;
Quero as palavras bonitas que só você sabe dizer; o seu galanteio...
Quantos TE ADORO ainda vais me dizer?
Rsrs, e quantos IDEM's vou te dar em resposta?
Sei de um tempo em que apenas os seus dedos, teclar será pouco diante das emoções que sentimos... Aí, vou querer tuas mãos em mim, explorando o meu corpo como exploramos tudo o que queremos conhecer. Apenas LER as suas palavras vai ficar silencioso demais.
Então, vou querer que afaste os meus cabelos e me diga sussurrando, o teu hálito quente em meus ouvindos quantos TE ADORO eu precisar ouvir pra acreditar que você é real.
Preciso da tua boca na minha, os teus beijos ávidos, a tua língua...
QUERO VOCÊ.
Sei que NÃO POSSO TE AMAR mas, por DEUS...
Me deixe te querer, te desejar.
Quero ser tua como jamais consegui ser de ninguém.
Com você posso ser inteira, me sinto completa, plena!
Gosto que seja assim. Quero você INTEIRO.
Quero que os nossos corpos se confundam na urgência do nosso desejo.
Nossas pernas, nossos braços, bocas, línguas.
Os nossos suores vão se confundir mas seremos...
Seremos um só. E vamos saber distinguir o teu cheiro em mim e o meu cheiro em você.
Ainda que por alguns momentos, seremos um do outro, faremos parte um do outro...
Porque você vai ESTAR EM MIM com tudo o que você tem, e eu...
Eu vou te completar um pouco mas...
Como completar algo COMPLETO?
Como encher o que está cheio?
É por isso que vamos nos derramar...
Em gestos loucos, em gritos roucos, em risos...
As minhas lágrimas serão de felicidade, de satisfação, PRAZER!
Depois... Ah, depois eu posso descansar no teu cansaço, ficar quietinha no teu abraço...
Ou, ainda posso dizer como foi bom ter tido a oportunidade de estar com você...
Posso ficar rindo sozinha, rsrs, com cara de gente felizzzzzzz!
Com pele de pessoa satisfeita e com saudade de repetir tudo novamente.




O QUE EU TAMBÉM NÃO ENTENDO
Jota Quest
Composição: Fernanda Mello e Rogério Flausino

Essa não é mais uma carta de amor
São pensamentos soltos
Traduzidos em palavras
Prá que você possa entender
O que eu também não entendo...
-
Amar não é ter que ter
Sempre certeza
É aceitar que ninguém
É perfeito prá ninguém
É poder ser você mesmo
E não precisar fingir
É tentar esquecer
E não conseguir fugir, fugir...
-
Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...
-
Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo...
-
Agora o que vamos fazer
Eu também não sei
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Tô aprendendo também...
-
Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
-
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...
Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
-
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo...
-
Agora o que vamos fazer?
Eu também não sei!
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Estou aprendendo também...

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home